O PLANETA EXISTE SEM A HUMANIDADE, MAS A RECÍPROCA NÃO É VERDADEIRA. CABE ÀQUELES QUE TÊM CONSCIÊNCIA, ILUMINAR O CAMINHO – SEM SOLIDARIEDADE NÃO HÁ SOCIEDADE. UNIDOS SOMOS MAIS FORTES. CIDADE SUSTENTÁVEL JÁ!


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Anjos com o sol

Quando há uma forte decisão de limpar a vida, retirando o que não traz felicidade e esvaziando os armários dos sentimentos com lembranças tristes só para ser feliz novamente, bem, eu não vou enganar você, não, caro leitor, dói e, dói mesmo. Às vezes você até retorna as peças para as gavetas e as fotos para os álbuns, a fim de diminuir o desconforto, sem êxito; quando o espírito decide a mudança, não há mais nada a declarar. Melhor uma ducha bem gelada sobre a cabeça para esfriar o pensamento e ajeitar o sentimento com um bom relaxamento à base de técnicas para apoiar essa nova vida, mas não desista de ser feliz. Mude a casa em cores, móveis, tecidos; repaginando o espaço você se diverte e estabelece uma imagem do “Novo” na sua memória.
Lembre-se de que ninguém tem o direito de trazer tristeza para o seu dia, não crie um algoz na sua vida! Sempre haverá uma chance de amar, de rir, de pensar sem a cabeça dos outros e caminhar com os seus próprios pés. Se há um fato trágico, medite e encontre a paz interior para compreender os desígnios da existência, mas não mergulhe na energia melancólica. Programe o momento bom, mas não se revolte enquanto ele não chega, mantenha-se em sintonia para que o “Universo Perfeito” se comprometa com o pedido e atue no foco da conquista. Acredite em sua força de trabalho e de convivência com as pessoas sem dependências, porque ser feliz é ser livre para agir e pensar. Se alguém fala a sua verdade, ótimo, se não, você tem outros para se compatibilizar – porque o mundo é plural.
Concluindo, para enxergar o novo horizonte é preciso limpar os olhos da alma: expurgar o que o incomoda, estabelecer o caminho de bem estar, situar a vida naquilo que traz felicidade, estabelecer metas e principalmente resgatar a energia da criança interior saudável que existe em todo ser humano. Se os primeiros dias são tristes e dolorosos na “faxina energética”, os seguintes serão de um silêncio angelical, até que o seu coração ouça os anjos com o sol... E nunca mais você será infeliz, pois saberá sempre o caminho de reencontrar a sua paz! Boa sorte!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Caça ao Tesouro

Todo ser vivo existe para a busca de algo que se renova a todo o momento, não que algumas coisas percam os valores na trajetória, mas o buscador se transforma através da viagem quer pessoal, quer coletiva. Nada acontece por acaso nessa vida, os laços só não são percebidos porque estamos distraídos para os sinais – a percepção daquilo que realmente importa. Entretanto um olhar zeloso sobre a existência e a fluidez necessária nos abraça com carinho – somos apenas um elo da engrenagem e nossas ações manterão a máquina trabalhando para o bem do Universo Perfeito.
Essa é a razão pela qual tanto defendo a Mãe Natureza, sem modismo e bandeiras, mas com a absoluta certeza de que cada ser vivo é uma extensão da terra, portanto nada nos pertence e tudo é nossa responsabilidade! De nada adianta conhecimento, cursos, leis, tecnologia se não usarmos essas ferramentas com inteligência e amorosidade para benefício coletivo – porque somos parte do Todo. Cada gesto, cada palavra, cada papel transforma o mundo ou acumula poeira na Trilha das Missões... Nós precisamos acordar desse sono que justifica nossos erros na ruptura de uma lembrança do que somos exatamente ao nascermos – como se não soubéssemos claramente o que nos é permitido e o que nos é devido!
Hoje quero fazer um grande círculo de amigos ora reais, ora virtuais e que as palavras não sejam fronteiras e a distância seja vaporizada pelo sentimento realmente humano que a vida nos presenteou. Então manteremos a partir de agora o compromisso tácito de amarmos e sermos amados na direção óbvia da evolução neste planeta magnífico que vem implorando ruidosamente pela própria sobrevivência, lembrando diariamente a todos nós que o mesmo nos acolheu com todo o amor e respeito que o Universo Perfeito estabelece. Que assim sejam nossas vendas retiradas do coração para que possamos enxergar verdadeiramente o que é amar e, por conseguinte viver face não haver outro motivo para estarmos por aqui. E como se os obstáculos não bastassem à sustentabilidade, a mesma tem sido transformada na caça ao tesouro. Há um apelo desesperado da vida pela vida: Protocolo de Kyoto e Agenda da Cidade Sustentável antes que seja tarde demais!