O PLANETA EXISTE SEM A HUMANIDADE, MAS A RECÍPROCA NÃO É VERDADEIRA. CABE ÀQUELES QUE TÊM CONSCIÊNCIA, ILUMINAR O CAMINHO – SEM SOLIDARIEDADE NÃO HÁ SOCIEDADE. UNIDOS SOMOS MAIS FORTES. CIDADE SUSTENTÁVEL JÁ!


quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Fronteira do coração

A crise no mundo fez com que muitos seres humanos deixassem para trás suas nações e patrimônios, a fim de, preservar a própria vida e da família. Há quem bloqueie o acesso e ignore a necessidade de sobrevivência desses imigrantes. A Terra não impôs fronteira à humanidade.
Os Xamãs - precursores da crença no planeta - avisaram aos Druidas e Celtas que a falência da humanidade seria a ganância pela terra, pois ninguém é dono dos quatro elementos. O ser humano é que carrega a fronteira no coração. Eis um tempo precioso para os animais racionais: qualificação do coração como fizeram com a mente e os cofres.
Toda crise aponta uma renovação, resta usar todo o conhecimento amealhado para transcender à miséria que a ganância desenhou para uma entidade viva, a qual foi dotada de inteligência para trazer luz de sabedoria à vida e não a escuridão da ignorância. Como oram os Lakota-Sioux "Mitakuye Oyasin" - "Somos uma só família". Carpe diem minha tribo com um sol no chacra frontal.